Frederico Westphalen irá sediar a Geração e Distribuição da Chama Crioula que será Regionalizada.



Dia 10 de setembro , em frente à Catedral acontecerá a Geração da Chama.

Dia 11, na Praça do Barril acontecerá a distribuição para as 16 entidades tradicionalistas que compõe a 28 Região .

O porquê desses dois locais:

Dois fatos históricos estão envolvidos na escolha destes locais.

1. Em 20 e 21 de setembro de 1935, quando a Revolução Farroupilha completou 100 anos, e ninguém falava deste fato, pois estava esquecido, o Monsenhor Vitor Batistella reuniu mais de mil cavalarianos e comemorou a Revolução Farroupilha, com uma grande programação.

Por esse motivo, pelo espírito à frente de seu tempo, a Geração da Chama acontecerá no túmulo do Monsenhor.

Uma homenagem àquele que foi o primeiro , o precursor dos festejos farroupilhas.

Após a Geração, a Chama Crioula será conduzida por mulheres até a Praça do Barril.

2. Estamos comemorando o Centenário de Anita Garibaldi e por esse motivo, mulheres, representando Anita farão essa condução até a Praça do Barril.

3. A Praça do Barril foi o Local de paragem e descanso dos tropeiros, viajantes e migrantes por ter uma fonte inesgotável de água. Sua importância histórica remete-nos a ocupação da terra e a colonização.

A Distribuição da Chama, que acontecerá no dia 11, sábado pela manhã, para as 16 entidades, de 14 municípios acontecerá as 08 horas na Praça do Barril.

A Chama Crioula permanecerá acesa neste local até o dia 20 de setembro, quando ao entardecer será extinta.