Como realizar uma introdução adequada no seu bebê

Conversamos com a mestre em enfermagem Debora Dalegrave e a nutricionista clínica e esportiva Mariana Ferreira Santos sobre como realizar uma introdução alimentar adequada aos bebês


Fredmagazine: Como fazer uma introdução alimentar adequada. Qual a idade correta?

Debora e Mariana: Com base na Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde (MS) é recomendado o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida, sem qualquer outro alimento líquido (água, sucos, chás e leites) ou sólidos. A alimentação saudável favorece o crescimento e desenvolvimento adequado da criança, além de prevenir deficiências nutricionais e o aparecimento precoce de doenças. Depois do sexto mês de vida, o leite materno não é capaz de, sozinho, garantir todos os nutrientes que o bebê precisa, especialmente o ferro, por isso, outros alimentos são necessários para complementar a alimentação. Essa idade é a mais recomendada para introdução de novos alimentos, pois, antes dela, o sistema digestivo ainda não está preparado para digerir outros alimentos, além do leite materno. É nessa idade, também, que o sistema imunológico da criança estará mais forte para combater eventuais infecções ou alergias decorrentes da introdução precoce de novos alimentos.

A introdução alimentar deve começar com a oferta de duas papas de fruta e uma papa de legumes diariamente durante o primeiro mês. A papa de legumes deve conter um alimento de cada grupo alimentar:

  • Hortaliças (folhas verdes, abóbora, beterraba, quiabo, tomate, cenoura etc.)

  • Cereais e tubérculos (arroz, batata-doce, batata, inhame, macarrão, aipim etc.);

  • Carnes e ovos (frango, peixe, boi, pato, vísceras ou miúdos, codorna, ovos etc.);

  • Grãos (feijão, lentilha, soja, ervilha, grão-de-bico etc.).

  • A alimentação deve ser variada, por isso é interessante oferecer diferentes opções a cada dia.

FredMagazine: Quais alimentos devem ser inseridos e ordem? Quais alimentos devem ser desconsiderados na alimentação do bebe?

Débora e Mariana: Procure oferecer os alimentos de maneira regular, mas sem rigidez de horários, em intervalos de duas a três horas entre as refeições, para que a criança sinta vontade de se alimentar. No início, alguns alimentos podem ser rejeitados, porque tudo é novidade (a colher, o sabor e a consistência do alimento). Há crianças que se adaptam facilmente enquanto outras precisam de mais tempo. A alimentação complementar deve ser espessa desde o início, em forma de papas ou purês, para estimular a mastigação da criança e garantir a oferta adequada de todos os nutrientes; sendo imprescindível realizar a introdução de maneira gradual para avaliar a aceitação da criança, mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais para continuar protegendo a criança contra doenças. Os alimentos devem ser preparados especialmente para a criança, bem cozidos, com pouca água até ficarem macios, e deverão ser amassados com o garfo. As carnes devem ser desfiadas e separadas em porções no prato para que a criança possa reconhecê-las.

O liquidificador e a peneira não devem ser usados. No preparo da papa salgada devem ser usados temperos frescos como cebola, alho, salsa, cebolinha e pouco sal. Não devem ser usados temperos e alimentos industrializados, apimentados, muito gordurosos, como bacon e os embutidos (linguiças, salsicha e presunto). Também não devem ser adicionados açúcar, mel, farinhas ou geleias nas frutas, e nem oferecidos balas, gelatinas, chocolates, refrigerantes, biscoitos salgados ou recheados.

FredMagazine: Porque não dar açúcar até os 2 anos.

Debora e Mariane: De acordo com o Guia Alimentar para Crianças menores de dois anos do Ministério de Saúde, as crianças nascem com a preferencia para sabor doce, no entanto a adição de açúcar é desnecessária e deve ser evitada nos dois primeiros anos de vida.

Além disso, o açúcar faz mal a saúde e na infância isso é ainda pior. Estudos apontam que crianças que consomem açúcar têm maior risco de desenvolver diabetes, obesidade e problemas relacionados.

O açúcar também é uma caloria vazia, ou seja, todo açúcar que é consumido engorda, mas é nutricionalmente nulo! Você pode levar o bebê a desenvolver sobrepeso além de viciar e dificultar a rotina alimentar e a formação de bons hábitos alimentares.

FredMagazine: Como a mãe deve lidar quando o bebe não aceita os alimentos?

Debora e Mariane: Fazer as refeições junto com a família ajuda a incentivar a criança a experimentar novos alimentos, por isso, é importante que, desde o começo da introdução alimentar, ela se sente à mesa. A cadeirinha de alimentação permite que a criança não só participe da refeição em família como aumenta o campo de visão dela. Quando a criança não estiver com fome não é preciso insistir ou utilizar de prêmios ou castigos para que ela coma o que os pais ou cuidadores acreditam que seja o necessário para ela. É importante distinguir os sinais de fome de outras situações de desconforto da criança como sede, sono, frio, calor ou fraldas sujas. Por mais que a criança se negue a comer, tente manter a neutralidade emocional para não transmitir nervosismo. Outro hábito a ser evitado é substituir as refeições.

Na hora da oferta dos alimentos é importante lembrar de respeitar a regra dos 15.

-Regra dos 15: Você deu uma banana, ele cuspiu. O maior erro é assumir a derrota e deixar a fruta de lado. Primeiro porque é natural que o bebê jogue os alimentos para fora com a língua. Afinal, ele está imitando o movimento de sucção. Mas mesmo quando ele não quer comer de jeito nenhum, dá para tentar mais. Deve-se oferecer de 12 a 15 vezes o mesmo alimento para que o bebê aprenda a gostar.

A introdução alimentar pode ainda ser realizado o método BLW, do inglês “Baby Led Weaning”. Nessa “nova estratégia para alimentar o bebê”, ele recebe a comida da família, na consistência habitual, e deve ser encorajado (ele mesmo) a pegar os alimentos e levá-los à boca.

Contato

(55) 9 9941 1161  - contato@fredmagazine.com.br

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

RS 591, N° 200, Jardim Primavera
Frederico Westphalen/RS