MATÉRIAS RELACIONADAS




É tempo de iluminar-se!

Foto: Reprodução Internet

Foto: Reprodução Internet

PUBLICADO EM 12/12/2018

Mais um ano adentra seu último mês, momento propício para reavaliarmos os dias vividos, o quanto avançamos em nossas metas, o que não saiu como o planejado e, principalmente, quais lições que levaremos para o novo ano que se inicia. Junto com as avaliações vem o sentimento de gratidão, afinal, sempre existem conquistas, alegrias e realizações, motivos para agradecer, inclusive os tropeços, eles são os que mais nos ensinam.

Depois das celebrações de Natal vem as comemorações de Reveillon e, no meio disso tudo, estão as crenças nas quais cada indivíduo se ampara para entrar com o pé direito no novo ano. Vale comer lentilha para ter aquela fartura financeira, evitar carne de frango e optar por porco, afinal, este último “fuça” pra frente, enquanto a galinha cisca pra trás e ninguém quer retroceder; caprichar na cor da roupa para atrair o máximo de boas energias possíveis; tomar banho de ervas para dar aquela energizada e afastar o mau olhado; entre tantas e tantas superstições que existem e estão ao nosso alcance.

Mandingas a parte, existe uma fórmula infalível para atrair o que se deseja, que é pensar positivo e encher o coração de bons sentimentos. Uma maneira de externar isso é o pote da gratidão. Funciona assim: no decorrer do ano, anote todas as coisas pelas quais você é grato (a) e que te fizeram feliz, cada momento, cada mínimo detalhe, se fez diferença pra você, então bora anotar e colocar no potinho. Um pouco antes de 2019 acabar, abra-o e releia os bilhetes, você vai se surpreender com o tanto de alegrias que teve e que poderiam ter passado despercebidas se não tivessem sido registradas, guardadas e relidas.

Se você não for supersticioso, não tem problema. Um novo ano significa virar a página, tecer metas e elaborar projetos para serem alcançados, então, não se esqueça de anotar pelo que irá trabalhar e viver nessa etapa.

Que 2019 seja o seu ano, momento de iluminar-se e viver fugaz e alegremente. Coragem e que venham novos ciclos!